Blog

Atividade Física durante a Gestação – Conheça os Benefícios, as Contra Indicações, e as Atividades Recomendadas !

By  | 

A prática regular de exercício aeróbico durante a gravidez aparenta melhorar ou manter a aptidão física da grávida e inclusive diminuir o risco de cesariana, em meados da década de 90, o American College of Obstetricians and Gynecologists ( ACOG), reconheceu que a prática da atividade física regular no período gestacional deveria ser desenvolvida desde que agestante representasse condições apropriadas.

No passado, pensava-se que eventuais benefícios à mãe não compensavam os potenciais riscos para o feto. No entanto, as informações mais recentes sugerem que em gravidez sem complicações é muito improvável que surjam lesões no feto. desde que o exercício seja adequado à gravidez.

Alguns tipos de atividades físicas como exercícios leves na água, caminhada e bicicleta, já vêm se destacando como prática de atividade física durante o período gestacional, a natação é uma das mais recomendadas para a gestante, devido à propriedade inerente do corpo na água, isto é, a flutuabilidade. A atividade física na água é benéfica para os joelhos e geralmente é mais relaxante que outros tipos de exercícios, especialmente os exercícios de força como a musculação. A natação, reduz ainda a freqüência de edema que é um efeito comum na gestação, porém desconfortável. O efeito da água fria sobre o corpo serve também como termorregulador, proporcionando ao feto a possibilidade de maior estabilidade frente à elevação de temperatura e a subsequente diminuição do suprimento de sangue. A temperatura  ideal da água deve ficar entre 28ºC e 30ºC.

Benefícios:

  • Regular o peso; A quantidade de peso adquirida durante a gravidez varia de mulher para mulher;
    Com peso na média (IMC de 18,5–24,9), o valor de referência para o ganho total de peso  é entre 11,3 e 15,9 kg.
    Em mulheres com baixo peso (IMC < 18,5), o aumento de peso deve ser entre 12,7 e 18 kg;
    As mulheres com pré-obesidade (IMC 25–29,9) são aconselhadas a ganhar entre 6,8 e 11,3 kg;
    e mulheres obesas (IMC ≥30) devem aumentar apenas entre 5 e 9 kg

  • Reduz e previne as lombalgias; o exercício físico contribuirá para adaptação de nova postura física.
  • Minimiza dores;  Nas mãos e membros inferiores por promover menor retenção de líquidos no tecido conectivo.
  • Redução do estresse cardiovascular; A atividade física regular reflete-se em  frequências cardíacas mais baixas.
  • Maior volume sanguíneo em circulação;
  • Maior capacidade de oxigenação;
  • Menor pressão arterial;
  • Prevenção de trombose e varizes;
  • Redução do risco de diabetes gestacional;

Observações / Contra Indicações;

  • qualquer atividade competitiva, artes marciais ou levantamento de peso;
  •  exercícios com movimentos repentinos ou de saltos, que podem levar a lesão articular;
  •  flexão ou extensão profunda deve ser evitada pois os tecidos conjuntivos já apresentam frouxidão;
  • exercícios exaustivos e/ou que necessitam de equilíbrio principalmente no terceiro trimestre;
  •  basquetebol e qualquer outro tipo de jogo com bolas que possam causar trauma abdominal;
  • pratica de mergulho (condições hiperbáricas levam a risco de embolia fetal quando ocorre a descompressão;
  • qualquer tipo de ginástica aeróbica, corrida ou atividades em elevada altitude são contraindicadas ou, excepcionalmente aceitas com limitações, dependendo das condições físicas da gestante;
  • exercícios na posição supino após o terceiro trimestre podem resultar em obstrução do retorno venoso.

    Há várias circunstâncias em que a grávida deve consultar um médico antes de continuar um programa de exercício: hemorragias vaginais, dispneia antes do esforço, tonturas, dores de cabeça, dores no peito, fraqueza muscular, risco de parto pré-termo, diminuição dos movimentos fetais, fuga de líquido amniótico e dores ou inflamação dos gêmeos.

    Embora não se tenha ainda determinado um limite seguro de intensidade, as mulheres que praticavam exercício físico regular antes da gravidez, e que não apresentam complicações na gravidez, estão aptas a praticar programas de exercício, como jogging ou aeróbica, desde que por períodos não superiores a 45 minutos, desde que estejam conscientes que pode ser necessário aumentar o consumo de energia e desde que tenham o cuidado de nunca sobreaquecer o corpo. Na ausência de outras complicações médicas ou obstétricas, recomenda-se que o tempo de exercício diário não exceda os 30 minutos.

    Nesse período faça atividade física somente na presença do Profissional de Educação Física.

    Referências/Créditos: http://www.scielo.br/pdf/rbsmi/v3n2/a04v03n2.pdf
    https://pt.wikipedia.org/wiki/Gravidez

GOSTOU DO CONTEUDO?

Deixe seu nome e seu email para poder lhe manter atualizado com as melhores informações.

privacy 0% SPAM

Graduando em Educação Física na UNIFOR ( Universidade de Fortaleza) 22 anos, Fortaleza - Ce

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *