Loading...
Blog
  • Main page
25
01
2019

Carboidratos principais

By admin 0
  • Monossacarídeos: são os carboidratos mais simples, também chamados de açúcares. Para recuperação pós treino, os açúcares simples possuem grandes benefícios.
    • Glicose ou Dextrose: a glicose é a molécula mais simples a partir da qual se formam todos os carboidratos. A digestão de todas as formas de carboidratos produz glicose, assim como a glicose é a forma em que se libera a partir das formas de armazenamento no músculo e no fígado ou a formação de glicose a partir de aminoácidos e triglicerídeos.
    • Frutose: aparece em grandes quantidades em frutas, no mel e é considerado como o edulcorante superior a qualquer outro açúcar simples.
    • Galactose: a galactose não aparece nunca em forma livre, mas sempre unida a glicose para formar a lactose.
  • Dissacarídeos: combinações de dois monossacarídeos, onde pelo menos um é glicose.
    • Sacarose: glicose mais frutose formam a sacarose, também conhecida como açúcar de mesa. É o açúcar simples mais comum e é encontrado de forma natural nos alimentos como mel, cana, etc.
    • Lactose: aparece no leite e é o açúcar mais simples com menor capacidade edulcorante. As alterações metabólicas por falta ou por apresentar-se em baixas quantidades da enzima capaz de metabolizar a lactose, a lactase, produz as intolerâncias aos alimentos lácteos, devido a incapacidade de romper as ligações entre a glicose e a galactose que formam a lactose.
    • Maltose: duas moléculas de glicose formam a maltose. Uniões de moléculas de maltose formam os amidos. Fontes de maltose incluem cereais e sementes.
  • Polissacarídeos: Também conhecido como carboidratos complexos, devido ao fato de serem formados por combinações múltiplas de moléculas de carboidratos simples, são os carboidratos mais consumidos no nosso dia-a-dia em nossa dieta. Estes compostos complexos são as fontes ideais pra cobrir as necessidades diárias de energia, sobretudo durante o treinamento devido ao lento processo digestivo e que são a principal fonte para cobrir as necessidades energéticas dos músculos.
    • Amido: assim como armazenamos glicose em forma de glicogênio em nossos músculos para posterior utilização, muitas plantas fazem o mesmo em forma de amido. Portanto, se ingerimos vegetais nosso organismo rompe estes depósitos para obter energia que podemos utilizar em nosso organismo. Os alimentos que contêm grandes quantidades de amido são as batatas, os legumes e os grãos.
    • Fibra: estes carboidratos complexos aparecem somente nas plantas e são cruciais para a digestão e a saúde geral do nosso organismo. A fibra possui uma taxa de digestão e absorção muito lenta contribuindo com a sensação de saciedade, e inclusive em alguns casos podem reduzir totalmente a absorção de gorduras. Devemos consumir um mínimo de 25-35 gramas de fibras ao dia utilizando uma taxa de 3:1 relação fibra solúvel: fibra insolúvel. As fibras solúveis incluem as peptinas, gomas e aveias, enquanto que as fibras insolúveis incluem a celulosa vegetal e farelo de trigo.
    • Glicogênio: ainda que seja conhecido como um carboidrato complexo, você não poderá chegar em um supermercado e comprar um pacote de glicogênio. Na verdade, esta é a maneira pela qual nosso organismo armazena a energia em forma de cadeias de glicose nos músculos e fígado. Se ainda assim excedemos a quantidade de carboidratos que nosso corpo pode armazenar, estes glicogênios irão se converter em gorduras.

author: admin