Blog

Exercícios CARDIOVASCULARES e a musculação para HIPERTROFIA

By  | 

Ao falar em exercícios aeróbicos/cardiovasculares o que vem na cabeça  é esteira e bicicleta, mas é lógico que não é limitado somente a isso. Muitos fogem desse tipo de exercício acreditando que vai atrapalhar no ganho de massa muscular, que vai queimar calorias em excesso ou simplesmente achar chato e monótono e acabam não incluindo de maneira eficiente no cronograma.

Mas, na prática descartar os exercícios aeróbicos acreditando que vai retroceder ou retardar o crescimento muscular é um equívoco. Sabemos que exercícios cardiovasculares vem acarretados de benefícios para saúde, tanto fisiológicos como psicológicos visto que sua prática libera os chamados hormônios da felicidade e bem estar. Muitas pesquisas já comprovaram que exercícios aeróbicos não prejudicam o ganho de massa magra, mas observaram que a adição pode sim ajudar na hipertrofia.

Claro, que é preciso respeitar a individualidade de cada um, cada pessoa é um caso e tem o metabolismo e particularidades biológicas diferente, porém, é importante experimentar para ver como o corpo vai reagir. O profissional de educação física vai saber exatamente que tipos de exercícios cardiovasculares incluir no sei treino que possam maximizar os resultados de acordo com os objetivos.

Por exemplo, uma pessoa magra, com baixo percentual de gordura, não precisa perder calorias, pois o objetivo é ganhar músculos, então ela vai fazer exercícios aeróbicos leves, para assim ganhar todos os benefícios desse exercício, além de um condicionamento maior na musculação. O processo para quem está acima do peso é o inverso, pois vai executar de maneira mais intensa (o HIIT é uma ótima opção) para queimar gorduras e também ganhar condicionamento, para que junto com a musculação ganhe massa magra.

Ou seja, no fim ninguém precisa  abster-se e todos se beneficiam, basta haver equilíbrio. Daí acontece o aumento de fluxo sanguíneo, que é importante na recuperação muscular, melhora o sistema cardiorrespiratórios o que melhora a performance no treino, mantém níveis de gorduras baixas e melhora a composição corporal, havendo mais definição muscular.

GOSTOU DO CONTEUDO?

Deixe seu nome e seu email para poder lhe manter atualizado com as melhores informações.

privacy 0% SPAM

Jornalista- Centro Universitário 7 de Setembro

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *