Loading...
Blog
  • Main page

Série suplementação – A CREATINA

05.03.2017

Presente em 95% dos músculos a creatina é responsável por grande parte da contração muscular, ela quem transfere energia rapidamente para o processo de contração. Naturalmente, através da alimentação podemos encontrá-la princialmente em carnes vermelhas, consumimos em torno de 1g por dia, mas praticantes de musculação aumentam os estoques de creatina através da suplementação.

O que acontece é que o corpo utiliza a creatina que está estocada nos músculos, por isso durante exercícios intensos é necessário uma mair estocagem. O principal benefício do seu consumo é o aumento da magnitude dos exercícios e a melhora no desempenho físico nos treinos, ou seja, a recuperação entre as séries é bem mais rápida do que sem a ingestão do suplemento, elevando assim a intensidade. Resultando em mais força e consequentemente aumento de massa muscular.

A creatina diminui a fadiga muscular, visto que aumenta a produção energética, o deixando mais eficiente e facilitando a regeneração do ATP, molécula que fornece energia para o músculo, aumenta os níveis de glicogênio no músculo, que quer dizer mais força as fibras musculares. Há vários tipos no mercado, mas estudos revelam que a mais indicada é a creatina monohidratada, que também é a mais conhecida, é formada por aminoácidos arginina, metionina e glicina. Quase não tem gosto e dissolve facilmente com água, é a mais vendida.

 

author: ma.gabrielasouza

Jornalista- Centro Universitário 7 de Setembro

Comment
0

Leave a reply